Menu

Pão de Forma Integral

Hoje, dia 16 de outubro, celebra-se o dia mundial do pão. Esta data foi instituída em 2000 pela União Internacional de Padeiros com o objectivo de dar destaque a este alimento tão importante e tão presente na nossa alimentação.

Por esta razão,  gostava de vos oferecer uma das receitas de pão sem glúten do meu novo livro  ‘Sem Glúten com paixão’ , o pão de forma integral (pág. 92).

É o pão sem glúten mais simples, mais versátil e mais fácil de fazer. Para quem nunca fez pão sem glúten, aconselho a começar por aqui. É um pão que não precisa de ser moldado, nem amassado, e que sai sempre bem.


Ingredientes:

  • 200 g de farinha de arroz integral
  • 200 g de farinha de trigo-sarraceno ou farinha de aveia sem glúten
  • 70 g de fécula de batata
  • 11 g de fermento de padeiro seco ou 25 g de fermento de padeiro fresco *
  • 10 g de sementes de linhaça moídas
  • 20 g de psyllium husk em pó ou em flocos **
  • 2 colheres de chá rasas de sal marinho fino
  • 600 g/ml de água filtrada morna
  • 10 g de azeite extravirgem
  • 1 ovo

para decorar,

  • Sementes de sésamo brancas ou pretas, flocos de aveia sem glúten ou farinha

* Se usar o fermento fresco, junte-o à água no ponto 2, adicionando 1 colher de chá de farinha de arroz integral. Deixe ativar durante 10 minutos e, só depois, junte o azeite e o ovo.

**  Psyllium husk é a casca da semente do psílio. É uma fibra natural solúvel que quando misturada com a água se transforma numa goma com uma consistência muito parecida com a do glúten. Nesta receita este ingrediente é fundamental pois vai dar elasticidade à massa e garantir que o pão não esfarele. Não deverá ser substituído pelas sementes inteiras de psílio. 

Sempre que possível opte por ingredientes biológicos.


Preparação:

    1. Comece por preparar os secos. Numa taça grande, coloque as farinhas, a fécula, o fermento seco, a linhaça, o psyllium e o sal, e com a ajuda de umas varas misture tudo muito bem. Reserve.
    2. Noutra taça, prepare os líquidos. Coloque a água, o azeite e o ovo, e bata com as varas até estar bem misturado.
    3. Junte os líquidos aos secos e mexa bem até a massa estar ligada e bem misturada. Deixe repousar durante 3 minutos.
    4. Volte a mexer e, de seguida, coloque a massa numa forma retangular antiaderente.
    5. Polvilhe a massa com sementes de sésamo, flocos de aveia ou com farinha.
    6. Deixe o pão levedar, coberto com um pano leve, ou com película aderente, durante 1 hora ou até que pare de crescer.
    7. Entretanto, pré-aqueça o forno a 200°C (sem ventoinha).
    8. Leve ao forno durante cerca de 55 minutos (vá vigiando, pois depende da potência do forno). Quando faltarem 15 minutos para o final do tempo, retire o pão da forma e coloque-o novamente no forno, sem a forma, para que toda a côdea coza por igual.
    9. Retire o pão do forno e coloque-o, de lado, sobre uma grelha até que arrefeça totalmente. Só o deve cortar ou congelar depois de frio.


close

Subscreva a newsletter e fique a par de todas as novidades!

37 Comentários

  • Janete
    16 Outubro, 2018 às 16:10

    Olá.. como posso substituir o psyllium? Obrigada

    Resposta
    • Sofia Paixão
      16 Outubro, 2018 às 16:45

      Olá Janete, o psyllium husk (casca da semente) é fundamental nesta receita, não deverá ser substituído 🙂

      Resposta
  • Eulalia Guasch
    5 Novembro, 2018 às 20:29

    Hola
    Con que podría sustituir la fécula de patata,ya que tengo intolerancias?
    Sus recetas me encantan
    Gracias

    Resposta
    • Sofia Paixão
      13 Novembro, 2018 às 14:30

      Olá Eulalia, pode substituir por polvilho doce (fécula de mandioca), a textura ficará um pouco diferente mas muito bom em sabor 🙂

      Resposta
  • Sofia Carvalho
    14 Novembro, 2018 às 6:29

    Olá!! Obrigada pela receita! gostava de experimentar mas posso substituir o ovo?

    Resposta
    • Sofia Paixão
      16 Novembro, 2018 às 19:47

      Olá Sofia, pode não colocar o ovo e fica bom na mesma só que menos fofo. 🙂

      Resposta
  • Diogo
    7 Dezembro, 2018 às 11:58

    Olá Sofia. Muito obrigado por partilhar esta receita. Algum sitio que recomende onde comprar as cascas de psilio em po ?

    Resposta
  • Dina Cordeiro
    9 Dezembro, 2018 às 19:27

    Olá Sofia
    Tenho de fazer uma alimentação sem gluten, e vou experimentar as suas receitas.
    Gostaria de saber se podemos fazer o pão na maquina.
    Obrigada

    Resposta
    • Sofia Paixão
      18 Dezembro, 2018 às 12:19

      Olá Dina, por ter ovo não recomendo 🙂

      Resposta
      • Carina
        17 Janeiro, 2019 às 22:31

        Eu fiz na máquina ?

        Resposta
    • Lília Silva
      8 Julho, 2019 às 18:58

      Boa tarde Sofia, fiquei interessada nesta receita. Onde posso comprar psyllium?

      Resposta
  • Denise
    14 Dezembro, 2018 às 8:57

    Olá. Gostaria de saber onde achar psyllium a granel. Poderia me ajudar. Bjs

    Resposta
    • Sofia Paixão
      18 Dezembro, 2018 às 12:18

      Olá Denise, a granel não conheço nenhum sítio.

      Resposta
  • Myllene
    15 Dezembro, 2018 às 14:35

    Estou adorando seu livro! Posso fazer os pães na batedeira?

    Resposta
    • Sofia Paixão
      18 Dezembro, 2018 às 12:17

      Obrigada Myllene! 🙂 sim pode.

      Resposta
  • Paulo Roberto Toaldo
    28 Janeiro, 2019 às 15:23

    Olá, Sofia! Parabéns!
    Como eu posso incluir as farinhas de sorgo ou painço nessa receita?
    Desde já agradeço pela atenção.
    Paulo

    Resposta
    • Sofia Paixão
      1 Fevereiro, 2019 às 13:09

      Obrigada Paulo, pode substituir a de sorgo pela farinha de arroz e a de painço por metade da de aveia ou trigo-sarraceno 🙂

      Resposta
  • Maria Silva
    10 Março, 2019 às 16:58

    Olá Sofia,
    Gostaria de saber se, posso substituir as sementes de linhaça moída por mais psyllium husk? Se sim, qual a quantidade de psyllium husk para 10g de linhaça moída?
    Tenho intolerância à linhaça.
    Grata.

    Resposta
    • Sofia Paixão
      17 Março, 2019 às 22:04

      Olá Maria, pode substituir por sementes de chia trituradas ou retirar da receita. 🙂

      Resposta
    • Margarete Ferreira
      23 Abril, 2019 às 20:44

      Olá Sofia! Fiz o pão na máquina e resultou muito bem, sabor , textura e aparência espetaculares! Obrigada por partilhar.

      Resposta
      • Sofia Paixão
        24 Abril, 2019 às 15:58

        Obrigada Margarete por partilhar! 🙂

        Resposta
  • Isabel Nunes
    14 Março, 2019 às 0:28

    Parabéns pelas receitas!
    Como posso substituir as farinhas de trigo-sarraceno e aveia?
    Posso usar farinhas de coco, de teff ou de batata doce?
    Obrigada.

    Resposta
    • Sofia Paixão
      17 Março, 2019 às 22:05

      Olá Isabel, pode substituir pela farinha de teff 🙂

      Resposta
  • Paula
    16 Março, 2019 às 14:45

    Olá já fiz várias vezes este pão, fermenta muito bem, mas não coze por dentro. Fica cozido por fora, mas por dentro é massa crua. Estou a ficar desanimada. O que devo estar a fazer mal? Muito obrigado pela atenção.

    Resposta
    • Sofia Paixão
      17 Março, 2019 às 22:06

      Olá Paula, em princípio será do forno. Sugiro que reduza a temperatura para os 180C e não utiliza a ventoinha 🙂

      Resposta
  • Sonia Henriques
    25 Agosto, 2019 às 12:14

    Olá Sofia, a quantidade de agua morna é 600g ou 600 ml? E também, qual o tamanho da forma que utiliza para esta quantidade de massa? Desde já muito obrigada pela atenção. Sónia

    Resposta
    • Sofia Paixão
      2 Setembro, 2019 às 15:37

      Olá Sonia, a quantidade de água em gramas ou em ml é exatamente a mesma 🙂 pode-se pesar ou medir. Em relação à forma pode ser a mais comum de bolo inglês. 🙂

      Resposta
  • Silvana Costa da Silva
    6 Outubro, 2019 às 11:12

    Olá Sofia! Gostaria de lhe dar os parabéns pelo seu site, o seu livro e o seu trabalho. Já fiz várias das suas receitas e funcionaram na perfeição. Obrigada pela partilha de mais esta receita de pão. Ficou divinal! Um grande bem-haja ?

    Resposta
    • Sofia Paixão
      16 Outubro, 2019 às 7:41

      Obrigada Silvana! 🙂

      Resposta
  • Andreia
    28 Janeiro, 2020 às 13:53

    Boa tarde.
    Se substituir a farinha de arroz por farinha de alfarroba, as quantidades podem ser as mesmas?
    Muito Obrigada

    Resposta
    • Sofia Paixão
      10 Fevereiro, 2020 às 10:40

      Olá Andreia, as quantidades serão as mesmas mas ficará com um sabor bastante forte e uma textura mais densa. 🙂

      Resposta
  • Mafalda Raposo
    8 Abril, 2020 às 8:25

    Boa tarde! Qual é o fermento que usa? Dizia-me a marca por favor. Vivo em Macau e não é fácil arranjar todas as marcas disponíveis em Portugal. Obrigada.

    Resposta
    • Sofia Paixão
      28 Abril, 2020 às 20:11

      Olá Mafalda, gosto de usar o Fermipan ou outro do género 🙂

      Resposta
  • Paula
    20 Abril, 2020 às 15:09

    Se a farinha de arroz não for integral todas as demais quantidades se mantém inalteradas?
    Obrigada!

    Resposta
    • Sofia Paixão
      28 Abril, 2020 às 20:18

      Olá Paula, as farinhas refinadas absorvem menos líquidos por isso deverá ajustar a quantidade 🙂

      Resposta

Deixe um comentário

error: Content is protected !!