Menu

Pão de Curcuma e Pimenta-preta

Este pão de especiarias é feito com farinhas de cereais integrais e com farinha de grão-de-bico. Todas elas lhe dão um sabor e uma textura muito especial. 

Além da cor amarela, forte e bonita, que fica bem em qualquer tábua ou cesto de pão, esta receita de pão tem também propriedades anti-inflamatórias. A combinação da curcuma com a pimenta-preta é muito poderosa, pois a pimenta aumenta a biodisponibilidade da curcuma, permitindo que o nosso corpo beneficie em pleno do seu poder anti-inflamatório.

Esta é uma das receitas de pães do meu livro ‘Sem Gluten com paixão’.

Pão de Curcuma e Pimenta-preta

Tempo de preparação15 minutos aprox.
Tempo total2 horas 10 minutos aprox.
Para: 1 Pão grande

Ingredientes:

  • 200 g de farinha de aveia sem glúten (ou farinha de trigo-sarraceno)
  • 100 g de farinha de grão-de-bico
  • 180 g de farinha de arroz integral
  • 11 g de fermento de padeiro seco (ou o dobro de fermento de padeiro fresco *)
  • 20 g de psyllium husk em pó ou em flocos
  • 10 g de sementes de linhaça moídas
  • 2 c. chá rasas de sal marinho fino
  • 2 c. sobremesa de curcuma em pó ou ralada (açafrão-da-índia )
  • ½ c. chá de pimenta-preta moída
  • 600 g/ml de água morna
  • 10 g de azeite extravirgem
para decorar,
  • Polvilho doce (fécula de mandioca)

Preparação:

  • Comece por preparar os secos. Numa taça grande, coloque as farinhas, o fermento seco, o psyllium, a linhaça, o sal, a curcuma e a pimenta, e com a ajuda de umas varas misture tudo muito bem. Reserve.
  • Noutra taça, prepare os líquidos. Coloque a água e o azeite, e misture com as varas.
  • Junte os líquidos aos secos e mexa bem até a massa estar ligada e bem misturada. Deixe repousar durante 3 minutos.
  • Volte a mexer a massa e, de seguida, coloque-a na bancada previamente polvilhada com farinha, amasse-a ligeiramente e molde o pão. Se necessário, junte mais um pouco de farinha, mas não muita!
  • Coloque o pão numa taça, ou num cesto forrado com um pano, e cubra-o com um pano leve, ou com película aderente. Deixe levedar durante 1 hora ou até que pare de crescer.
  • Entretanto, pré-aqueça o forno a 200° C.
  • Retire o pão para um tabuleiro de forno forrado com papel vegetal, polvilhe bem com o polvilho e dê-lhe uns cortes para que abra no forno.
  • Leve ao forno durante cerca de 45 a 50 minutos (vá vigiando, pois depende da potência do forno).
  • Retire o pão do forno e coloque-o sobre uma grelha até que arrefeça totalmente. Só o deve cortar ou congelar depois de frio.

* Se usar o fermento de padeiro fresco, junte-o à água no ponto 2, adicionando 1 colher de chá de farinha de arroz integral. Deixe ativar durante cerca de 10 minutos e, só depois, junte o azeite.

Sempre que possível opte por ingredientes biológicos.

close

Subscreva a newsletter e fique a par de todas as novidades!

8 Comentários

  • Rita Ponciano
    7 Agosto, 2019 às 18:49

    Olá Sofia. Está receita parece bastante prática e fácil para fazer em casa. No entanto não costumo consumir o psyllium. Altera muito a receita se o omitir? Obrigada.

    Resposta
    • Sofia Paixão
      12 Agosto, 2019 às 18:34

      Olá Rita, o psyllium é essencial nas receitas de massas sem glúten pois vai ajudar a ligar a massa 🙂

      Resposta
      • Rita Ponciano
        18 Agosto, 2019 às 18:57

        Obrigada Sofia. Encontrei o psyllium a granel e comprei.
        Já fiz o pão e ficou excelente. Com crosta, fofo e saboroso. Sem dúvida a repetir. ?

        Resposta
        • Sofia Paixão
          2 Setembro, 2019 às 15:43

          Que bom 🙂

          Resposta
  • Elisabete
    6 Setembro, 2019 às 17:37

    Posso substituir a farinha de grão de bico por outra?
    Obrigada!

    Resposta
    • Sofia Paixão
      16 Outubro, 2019 às 7:44

      Olá Elisabete, pode substituir por farinha de amêndoa ou outra leguminosa ou fruto seco 🙂

      Resposta
  • Cristina
    13 Outubro, 2019 às 22:09

    Olá Sofia, fiz esta receita cá em casa e foi um sucesso! Ficou maravilhoso! Obrigada pela partilha!

    Resposta
    • Sofia Paixão
      16 Outubro, 2019 às 7:40

      Obrigada Cristina por partilhar 🙂

      Resposta

Deixe um comentário

error: Content is protected !!