Açúcar de Coco, Adoçantes Naturais, Farinha de arroz Integral, Farinhas, Flocos e Fermentos, Fécula de Batata, Fermento Seco, Flocos de Aveia sem glúten, ingredientes, Pães e Massas, Pequenos-Almoços, Psyllium Husk, receitas, Sal Marinho, Sem Leite, Sem Ovos, Sementes de Linhaça

O Melhor Pão sem Glúten do Mundo

Março 2, 2016

Tenho feito esta receita de pão nos meus workshops, nas sessões de Coaching de alimentação saudávelem minha casa e faz sempre um grande sucesso. “É um pão sem glúten que parece mesmo pão!” ‒ é o que dizem quando o provam.

Os meus filhos dizem para eu não dar a receita a ninguém! Dizem que um dia vamos abrir uma padaria e vamos vender muito pão. Mas como já a dei a algumas pessoas e o que é bom é para ser usado, decidi partilhar também com todos os que me seguem, como agradecimento por todo o apoio que me têm dado.

E se algum dia abrirmos a tal padaria, pelo menos ficam todos a saber que o pão que vendemos é feito com ingredientes de qualidade.

Mas para que a receita não passe despercebida e para que desperte a atenção de quem por ela passar, decidi mudar-lhe o nome: em vez de pãezinhos do campo, que era o seu nome original, passei a chamar-lhe o melhor pão sem glúten do mundo. Não é presunção. É simplesmente uma afirmação. Não existe o melhor bolo de chocolate do mundo? A melhor tarte? O melhor pastel? Então, porque não?

Quando os fizer e os provar, diga-me se também achou o mesmo.

GlutenFree-com-paixao-Os-melhores-paes-do-mundo-3


Ingredientes:

  • 300 g de flocos de aveia sem glúten
  • 200 g de farinha de arroz integral
  • 100 g de fécula de batata
  • 2 colheres de chá de sal marinho fino
  • 630 ml ou gramas de água morna
  • 20 g de psyllium husk em flocos ou em pó *
  • 20 g de sementes de linhaça moídas
  • 1 colher de chá de açúcar de coco /mel /mascavado
  • 1 saqueta (11 g) de fermento de padeiro seco sem glúten ou 1 cubo (25 g) de fermento fresco

*  Psyllium husk é uma fibra natural solúvel que quando misturada com a água se transforma numa goma com uma consistência muito parecida com a do glúten. Nesta receita este ingrediente é fundamental pois vai dar elasticidade à massa permitindo que a consigamos moldar. 

Sempre que possível, opte por ingredientes biológicos


Preparação:

  1. Coloque os flocos de aveia num processador e triture-os até obter uma farinha bem fina. Reserve.
  2. Num medidor de vidro, coloque a água, o psyllium, a linhaça e o açúcar e mexa bem.
  3. Junte o fermento e deixe ativar durante 5 minutos (se for o fresco, deixe 10 minutos).
  4. No final do tempo, mexa até estar tudo bem dissolvido.
  5. Num processador ou numa batedeira (com a pá das massas), coloque a mistura anterior e, de seguida, as farinhas e o sal. Bata até estar tudo bem misturado.
  6. Deite a massa na bancada previamente polvilhada com farinha e molde os pãezinhos.
  7. Polvilhe-os com farinha e dê-lhes um ou dois cortes com uma faca bem afiada.
  8. Deixe-os levedar, cobertos com película aderente, até duplicarem de tamanho.
  9. Entretanto, pré-aqueça o forno a 200 °C.
  10. Coloque os pãezinhos no forno durante 40 minutos (vá vigiando, pois depende da potência do forno).

GlutenFree-com-paixao-Os-melhores-paes-do-mundo-4

GlutenFree-com-paixao-Os-melhores-paes-do-mundo-2

You Might Also Like

218 Comments

  • Reply Fatima Belém Março 2, 2016 at 5:48 pm

    Vou experimentar e depois digo que tal! Já agora, o que me dava mesmo, mesmo mesmo jeito era ter uma receita deste genero (para pão saudável) mas para fazer na maquina de pão. Acha que consegue “adaptar” ou tirar da manga? Obrigada pelos posts! E parabéns!

    • Reply Sofia Paixão Março 2, 2016 at 5:56 pm

      Olá Fatima, experimente com esta receita e depois diga como ficou 🙂 prefiro fazer no forno normal porque posso fazer com a forma que quiser, ou grande ou em pãezinhos.

  • Reply Lusmeire Março 2, 2016 at 7:04 pm

    Olá querida Sofia.
    E já este fim de semana que vou experimentar… Poder psillyum em pó?
    Beijinhos da Lus

    • Reply Sofia Paixão Março 2, 2016 at 7:07 pm

      Olá Lus 🙂 sim pode. Um beijinho!

  • Reply Mariana Março 2, 2016 at 7:48 pm

    Olá Sofia,
    Sou nova no seu blog, mas vivo a braços com ter de cozinhar sem glúten praticamente todos os dias e por isso gostei imenso de a ter encontrado nesta esfera cibernáutica 🙂
    Os pãezinhos parecem deliciosos. Onde consegue comprar o fermento de padeiro seco sem glúten?
    Nunca tinha ouvido falar no psyllium husk. Também se encontra com facilidade?
    Muito obrigada.

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2016 at 4:19 pm

      Olá Mariana, obrigada! Encontra o fermento na maioria dos supermercados. O psyllium pode comprar online, veja aqui os links. 🙂

  • Reply Rita Valentim Março 2, 2016 at 8:09 pm

    Olá Sofia! Vou experimentar a receita e depois dou feedback! Acha que posso utilizar sementes de psillyum? Beijinhos

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2016 at 4:19 pm

      Olá Rita, sim pode mas devem ser moídas. 🙂

  • Reply Susana Março 2, 2016 at 9:27 pm

    Ando há muito tempo à procura da receita perfeita. Vou experimentar. Posso substituir o psillyum por goma xantana?

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2016 at 4:20 pm

      Olá Susana, eu prefiro o psyllium mas se quiser utilizar a goma use metade da quantidade. 🙂

  • Reply Ana Tavares Março 2, 2016 at 11:15 pm

    Olá Sofia! Que receita maravilhosa. Vou experimentar! Só uma questão: que marca de psyllium husk costuma usar e onde posso encontrar? Beijinhos e obrigada pela partilha!

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2016 at 4:21 pm

      Olá Ana, obrigada! Veja aqui as que utilizo. 🙂

  • Reply Agripina Cunha Março 3, 2016 at 12:38 am

    Olá Sofia. Fiz ontem pela primeira vez este pão (ainda na versão de pão do campo) e devo dizer que me surpreendeu pela positiva. Ficou excelente de sabor e de consistência. Os meus Parabéns! Fantástica receita 🙂

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2016 at 4:21 pm

      Obrigada Agripina! 🙂

  • Reply Manuela Março 3, 2016 at 6:45 am

    Obrigada pela partilha 🙂
    Tenho todos os ingredientes… vou fazer, mas numa forma grande.
    O tempo de cozedura será idêntico?

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2016 at 4:23 pm

      Olá Manuela, sim é quase o mesmo, talvez uns 5 minutos mais (depende do forno). Não precisa de forma! molde o pão com as mãos e coloque num tabuleiro com farinha por baixo. 🙂

  • Reply Manuela Marques Março 3, 2016 at 9:16 am

    Olá! Obrigada pela receita, parece ter resultados deliciosos 🙂

    Uma dúvida: quanto tempo demoram os pãezinhos a duplicar de tamanho?
    Outra dúvida: não tenho pá de massas… Há alguma solução? 🙁

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2016 at 4:26 pm

      Obrigada Manuela! o tempo depende da temperatura da sua cozinha, da humidade, etc. Normalmente vai de 30 a 60 minutos. Se não tiver a pá não há problema, pode misturar à mão, é muito fácil! 🙂

  • Reply Susana Março 3, 2016 at 2:47 pm

    Olá Sofia,
    Onde posso comprar o psillyum husk?

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2016 at 4:26 pm

      Olá Susana, veja aqui. 🙂

  • Reply Sílvia Fortuna Março 4, 2016 at 12:01 am

    Muito grata, gosto muito do seu blog. É fantástico. Vou experimentar o pão e também não conhecia o psyllium

    • Reply Sofia Paixão Março 7, 2016 at 10:44 am

      Obrigada Sílvia, depois diga se gostou! 🙂

  • Reply Maria Abreu Março 4, 2016 at 4:19 pm

    Olá Sofia, adorei a receita! Será que posso substituir a aveia por trigo sarraceno? Obrigada!

    • Reply Sofia Paixão Março 7, 2016 at 10:45 am

      Olá Maria, sim pode mas em vez de 300g ponha 200g de trigo sarraceno e 200g de arroz integral, depois diga se ficou bom 🙂

      • Reply Laura Junho 30, 2016 at 2:07 pm

        Olá Sofia, como não me estou a dar bem com a aveia, fiz a substituição que indicou (200g de trigo sarraceno) e continua a ser o melhor pão sem glúten do mundo! Obrigada por trazer mais sabor à minha vida com as suas dicas e receitas fantásticas!

        • Reply Sofia Paixão Junho 30, 2016 at 5:26 pm

          Obrigada Laura! 🙂

  • Reply ana Março 5, 2016 at 3:18 pm

    Ola fiz o pao pela 1 vez mas a massa ficou toda colada as mãos agora deixei levedar. Ver se csg moldar a seguir sem ficar td nas mãos 🙁

    • Reply Sofia Paixão Março 7, 2016 at 10:46 am

      Olá Ana, ponha um pouco de farinha nas mãos e na bancada e a massa deixa de colar 🙂

  • Reply Benedita Paes de Vasconcellos Março 6, 2016 at 8:38 pm

    Olá Sofia
    Fiz hoje o pãp e ficou delicioso. Mesmo o melhor pão desde que como sem gluten há mais de 6 anos. Só que a massa ficou um bocado mole e acabei por ter de colocá-la numa forma.
    As quantidades destavam todas certas, porque terá sido?

    • Reply Sofia Paixão Março 7, 2016 at 10:48 am

      Olá Benedita, a balança é digital? quando não é as quantidades pequenas, como o psylliym e a linhaça, são difíceis de pesar. 🙂

      • Reply Benedita Vasconcellos Março 7, 2016 at 9:48 pm

        pois… Para a próxima vez usarei a balança digital. Obg!

  • Reply claudia Março 7, 2016 at 10:12 am

    Obrigada pela partilha da receita Sofia, foram sem dúvida os melhors pães sem glúten que fiz e não podia estar mais feliz com isso!

    • Reply Sofia Paixão Março 7, 2016 at 10:49 am

      Olá Claudia, muito obrigada pela partilha! 🙂

  • Reply Carla Morgado Março 7, 2016 at 4:13 pm

    Sofia!!!! Muitos PARABENS pelo blog. Infelizmente só agora o conhecei! Mas , ganhou mais uma seguidora, sem dúvida!
    O psyllium não pode ser substituído? Beijinhos!!!

    • Reply Sofia Paixão Março 9, 2016 at 7:15 pm

      Olá Carla, nesta receita prefiro que não 🙂

  • Reply Sofia Março 7, 2016 at 9:14 pm

    Ola Sofia,

    Parabéns pelo seu blog e pela gentileza na partilha desta receita de pão. Ficou muito saboroso, contudo um pouco duro exteriormente e a base ligeiramente húmida….terá sido a temperatura do forno? Mantém sempre a mesma temperatura durante a cozedura ou vai reduzindo? Quais os conselhos que me pode dar neste caso? Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Março 9, 2016 at 7:16 pm

      Olá Sofia, sim mantenho a mesma temperatura, mas talvez a do seu forno estivesse um pouco alta, depende de forno para forno. Para a próxima tente com o forno ligeiramente mais baixo. 🙂

  • Reply Ana Mafalda Graça Março 9, 2016 at 11:38 pm

    Ola Sofia . Já fiz a receita do pão e foi aprovada por toda a família. A minha filha Diana (celíaca) disse-me q o pão era igual ao que comia antes. Já não quer o pão do supermercado e eu fiquei bastante aliviada. Agora sei q a Diana come pão saboroso e saudável. Obrigada pela partilha. Beijinho. Ana Mafalda

    • Reply Sofia Paixão Março 10, 2016 at 11:23 pm

      Obrigada Ana Mafalda! fico muito contente 🙂

  • Reply Filipa Março 12, 2016 at 8:30 pm

    Olá, vou com certeza experimentar esta receita! Será que posso substituir a fécula de batata por outra coisa?
    0brigada por partilhar! 🙂

    • Reply Sofia Paixão Março 13, 2016 at 10:02 pm

      Olá Filipa, pode substituir por fécula de mandioca (polvilho azedo ou doce). 🙂

      • Reply Filipa Março 13, 2016 at 11:21 pm

        Ok muito obrigada! Hoje experimentei as bolachinhas com compota de morango e cá em casa todos adoraram! Obrigada!

  • Reply Joana Silva Março 13, 2016 at 9:55 pm

    Olá Sofia. Hoje estive a experimentar a receita e queria colocar uma questão. Coloquei os ingredientes que aqui pedia, contudo não tinha psyllium husk, pelo que não coloquei. Quando chegou a altura para moldar os pãezinhos, a massa estava um pouco mole, não formando uma bola e não dando para moldar muito facilmente (ficou mesmo peganhento). Achas que foi por causa da única coisa que não meti e estava na receita ou haverá outra causa?
    Obrigada, beijinhos 🙂

    • Reply Sofia Paixão Março 13, 2016 at 10:04 pm

      Olá Joana, o psyllium é fundamental nesta receita pois é ele que vai ajudar a ligar a massa. Sem este ingrediente não se consegue moldar o pão.

      • Reply Joana Silva Março 13, 2016 at 10:16 pm

        Obrigada, Sofia. Vou ver se compro então.
        Eles estão no forno eheh :3

        • Reply Sofia Paixão Março 13, 2016 at 10:44 pm

          🙂

  • Reply Maria Duarte Março 19, 2016 at 11:15 am

    Olá Sofia, experimentei esta receita de 2 maneiras: à mão e na máquina. Na máquina, como me pareceu que tinha pouca água, acrescentei, mas devo ter posto a mais, no fim o pão ficou empapado e mal cozido. À mão, ficou espetacular de sabor e textura, só que levedou pouco. Terei errado em alguma coisa? Mas todo o pessoal adorou. Hoje vou fazer mais…… parabéns…..

    • Reply Sofia Paixão Março 20, 2016 at 5:55 pm

      Olá Maria, eu costumo fazer tanto à mão como na maquina e o resultado é muito semelhante. Usou que tipo de fermento?

      • Reply Maria Duarte Março 21, 2016 at 5:29 pm

        Olá, eu usei “Fermento seco sem glúten” da Schar, que comprei no Celeiro. Cada embalagem tem 10 gr., e eu usei 1 saquete.

        • Reply Sofia Paixão Março 21, 2016 at 6:16 pm

          Olá Maria, não costumo utilizar o fermento da Schar, mas o resultado deveria ser parecido. A receita pede 11g de fermento, sugiro que experimente com outro fermento (Fermipan por exemplo) e deixe levedar pelo menos 1 hora. Depois diga como ficou 🙂

    • Reply Helena Dezembro 4, 2016 at 1:32 pm

      Boa tarde Maria! Ja voltou a fazer na máquina? Tem algum conselho de como melhorar? Eu vou estrear a minha máquina hoje e queria fazer esse pão. Obrigada

  • Reply Adelino Ferreira Março 21, 2016 at 9:45 am

    Fiz este fim de semana e ficou óptimo! Muito obrigada pela partilha da sua alquimia!
    Obrigada e bem haja!

    • Reply Sofia Paixão Março 21, 2016 at 10:19 am

      Obrigada Adelino! 🙂

  • Reply joana Março 28, 2016 at 1:45 pm

    Olá, esta receita dá quantos pães?

    • Reply Sofia Paixão Março 30, 2016 at 1:34 pm

      Olá Joana, dá para para 8 pequenos. 🙂

  • Reply Sofia Cunha Abril 8, 2016 at 9:26 am

    Olá

    Já experimentou fazer com outros flocos?
    Grata 🙂

    • Reply Sofia Paixão Abril 8, 2016 at 10:05 am

      Olá Sofia, nesta receita e com estas quantidades não aconselho outros flocos. 🙂

      • Reply Sofia Cunha Abril 8, 2016 at 10:40 am

        Percebo 🙂

        Infelizmente aqui a aveia não é bem tolerada mas o seus pães têm um aspecto tão delicioso…

  • Reply Natália Abril 10, 2016 at 11:28 pm

    Olá Sofia,

    Obrigada pela partilha de receitas deliciosas sem glúten.
    Este pão ficou divinal, já o fiz várias vezes, finalmente um pão
    que se come com muito gosto!

    • Reply Sofia Paixão Abril 11, 2016 at 9:39 am

      Obrigada Natália! 🙂

  • Reply Carla Santos Abril 18, 2016 at 8:52 am

    Olá Sofia,

    Adorei as suas receitas de pão sem gluten.
    A minha questão é: pode-se executar esta receita na Máquina de Fazer Pão? O processo e quantidades da receita mantém-se?
    Após a MFP terminar o seu trabalho, ainda temos de levar o pão ao forno?

    Obrigada!

    Beijinhos

    Carla

    • Reply Sofia Paixão Abril 21, 2016 at 4:11 pm

      Olá Carla, eu não faço o pão na máquina de pão, mas as receitas podem ser adaptadas, só que vai depender do modelo da maquina que tem. As quantidades seriam as mesmas. Normalmente as máquinas de fazer pão também cozem o pão, se for este o caso não precisa de levar ao forno. 🙂

  • Reply Claudia Maio 10, 2016 at 11:19 am

    Olá Sofia, parabéns pela página. Ontem experimentei este pão, a massa ficou optima e cresceu bastante. Usei a máquina de fazer pão para bater e levedar. Só queria validar se a parte de fora costuma ficar rija. A minha filha (doente celíaca) adorou, mas acho que posso ter deixado muito tempo no forno. O Pão, por dentro, em termos de consistência ficou fofinho e esburacado :). Só no final da preparação, dado achar que a parte de fora estava rija, fui revalidar as suas dicas e reparei no tempo e temperatura que indica, ~40 m a 200º. Eu fiz a 170º e deixei 60m. Acha que pode ter sido isso? PS: De resto usei balança digital. Muito Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Maio 10, 2016 at 9:31 pm

      Olá Cláudia, Obrigada! Eu não costumo fazer a receita na maquina de pão, mas talvez tenha sido a temperatura e tempo de cozedura. Experimente fazer a 200ºC por 40 minutos e depois diga se ficou bom 🙂

  • Reply Amarílis Maio 17, 2016 at 1:02 am

    Que achado! Acabei de fazer a receita, mas eu não tinha psyllium e coloquei a goma de xantana (um poco menos do que foi utilizado o psyllium) e ficou divino! A tempos que procurava pela receita perfeita! Obrigada. Vou procurar mais receitas por aqui!

    • Reply Sofia Paixão Maio 18, 2016 at 7:15 pm

      Obrigada Amarílis 🙂

  • Reply Carla Junho 8, 2016 at 8:54 am

    Fiz os pães e ficaram optímos, obrigada pela receita

    • Reply Sofia Paixão Junho 8, 2016 at 9:05 am

      Obrigada Carla! 🙂

  • Reply Maria castri Junho 10, 2016 at 11:07 am

    Bom dia
    Ja tentei duas vezes fazer mas fica muito humida e acabo por ter de acrescentar farinha. As quantudades estao certas?Tambem nao leveda. Quanto tempo tem de se esperar que cresca? Obrigado pela atencao. P.s. usei goma xantana (metade da dose e farinha de arroz integral feita em casa)

    • Reply Sofia Paixão Junho 15, 2016 at 3:53 pm

      Olá Maria, tente fazer a receita com psyllium que fica melhor do que com goma xantana. Sim, as quantidades estão certas :), Que fermento usou? A farinha de arroz estava bem fina?

  • Reply Maria Augusta Osorio de Castro Junho 16, 2016 at 6:40 am

    Ola :)) como nao recebi logo resposta (o que e natural) e sou teimosa, li os comentarios e insisti…mudei o fermento para o que indica, moi mais a farinha de arroz e retirei um pouco de agua…e ficou otimo, quer em paes, quer em pao de forma…congelei e tem sido o nosso pao desde domingo…obrigado pela receita :))

    • Reply Sofia Paixão Junho 20, 2016 at 11:29 am

      Olá Maria, que boas notícias! 🙂 Experimente também fazer com o psyllium e com a quantidade certa de água que ficam muito bons.

  • Reply Maria Augusta Osorio de Castro Junho 21, 2016 at 5:06 pm

    Psyllium e muito caro…

  • Reply Madalena Junho 22, 2016 at 3:45 pm

    Bom dia!
    Nunca tinha feito pão e nunca tive jeito nenhum para cozinhar, fiz esta receita já a pensar que ia sair asneira.
    Pelo contrário! Saiu perfeito! Fiz um pão grande e da próxima experimento fazer pequenos.
    Muito obrigada pela partilha da receita, maravilhoso mesmo!

    • Reply Sofia Paixão Junho 23, 2016 at 5:44 pm

      Obrigada Madalena 🙂

  • Reply Sónia Martins Junho 22, 2016 at 4:13 pm

    Olá, posso substituir por farinha de arroz normal em vez de integral?

    • Reply Sofia Paixão Junho 23, 2016 at 5:47 pm

      Olá Sónia, sim pode, a questão é que a farinha integral tem toda a fibra e nutrientes… Se fizer com farinha de arroz branco aumente um pouco a quantidade, pois como essa farinha não tem a fibra, absorve menos água. 🙂

  • Reply Mafalda Junho 23, 2016 at 4:18 pm

    Quero agradecer imenso por esta receita maravilhosa. Este é sem dúvida o melhor pão sem glúten que já comi!
    Usei goma xantana…não tinha psyllium…mas mesmo assim ficou excelente!

    • Reply Sofia Paixão Junho 23, 2016 at 5:48 pm

      Obrigada Mafalda por partilhar! 🙂

  • Reply Ana Calheiros Julho 8, 2016 at 7:41 pm

    Olá Sofia!
    Tenho máquina de pão. As quantidades são as mesmas? Para além das quantidades, deverei alterar alguma coisa?
    Muito obrigada e parabéns pelo excelente trabalho.

    • Reply Sofia Paixão Julho 11, 2016 at 9:33 am

      Olá Ana, obrigada! Eu não faço o pão na máquina, pois prefiro o forno, mas em princípio será tudo igual :). Depois diga como ficou.

  • Reply Sandra Julho 10, 2016 at 5:14 pm

    Olá Sofia. Queria apenas agradecer a partilha desta receita. Já a fiz várias vezes e é o melhor pão sem gluten que já comi! 🙂

    • Reply Sofia Paixão Julho 11, 2016 at 9:30 am

      Obrigada Sandra por partilhar! 🙂

  • Reply Flores Umbelina Julho 16, 2016 at 12:56 pm

    Ola Sofia descobri o seu blog e quero lhe dizer que adorei,até já publiquei duas receitas na minha página do F.B.,obrigada por ter esse blog tão agradável. Tenho uma filha vegetariana e uma neta,que mostrei o seu blog,e vão experimentar algumas receitas. Beijos e felicidades.

    • Reply Sofia Paixão Julho 17, 2016 at 7:37 am

      Obrigada Flores! 🙂

  • Reply Marcia Julho 30, 2016 at 1:00 pm

    Queria agradecer-lhe imenso pela receita. Já tinha tentado com várias farinhas, misturas e receitas, mas sem grande sucesso. Na verdade já tinha desistido, mas li esta receita e decidi experimentar. E foi o melhor pão sem gluten que fiz até hoje. Obrigado.

    • Reply Sofia Paixão Agosto 3, 2016 at 9:55 am

      Obrigada Marcia! 🙂

  • Reply Mariangela Melcher Agosto 4, 2016 at 9:46 pm

    Finalmente uma receita BOA sem glúten!!!! Nem acredito! Muito, muito obrigada por sua generosidade e pelo lindo trabalho.

    • Reply Sofia Paixão Agosto 9, 2016 at 10:49 am

      Obrigada Mariangela!

  • Reply Andrea Agosto 8, 2016 at 7:59 pm

    Ola, ja fiz varios paes sem gluten e ate agora todos ficam massudos, pesados…sei que nao é facil, mas ainda continuo insistindo na busca de um pão aceitavel e encontrei sua receita. Eu estou na contramao de algumas pessoas, pois não tenho problema com ovos mas nao consigo digerir linhaça ou chia entre outros. Posso usar 2 ovos no lugar da linhaça?
    Muito grata

    • Reply Sofia Paixão Agosto 9, 2016 at 10:53 am

      Olá Andrea, faça sem a linhaça ou experimente com 1 ovo. 🙂

  • Reply Maria Helena Martins da Costa Agosto 28, 2016 at 12:05 pm

    Olá Sofia! Sou novata nestas andanças sem glúten. O primeiro pão que comprei é muito fraco, só consigo comê lo com compota. Acabei de pôr a sua receita em prática, usei a máquina de pão. Espero que fique maravilhoso pois a receita promete, depois digo alguma coisa. Obrigada pela partilha. Beijinhos.

    • Reply Sofia Paixão Setembro 2, 2016 at 10:33 am

      Olá Maria Helena, espero que tenha gostado do resultado! 🙂

  • Reply Ines Agosto 31, 2016 at 3:01 pm

    Boa tarde,
    Comprei Psyllium em semente, também funciona? Tentei triturar para virar pó mas não consegui. Uma vez que nunca usei esta semente, gostaria de saber se assim tambem funciona.
    Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Setembro 2, 2016 at 10:33 am

      Olá Inês, o psyllium em pó ou em flocos que sugiro nas minhas receitas é obtido da casca da semente do psyllium e não da totalidade da semente. As cascas do psyllium são fibras solúveis que se tornam gelatinosas em contacto com a água, ajudando a massa a ter a consistência certa. 🙂

  • Reply Lissandra Setembro 9, 2016 at 8:37 pm

    Oi meu nome é Lissandra sou nutricionista e fiquei muito interessada por essa receita. Fiz duas vezes , seguindo rigorosamente as medidas e usando todos os ingredientes da mesma. Nenhuma das vezes meu pão cresceu. Deixei a massa fermentar por mais de 40 minutos e depois que fiz as bolinhas esperei que crescesse novamente. Fiz pães com 80 g
    Infelizmente não cresceram.
    Pode me dar uma luz.

    • Reply Sofia Paixão Setembro 15, 2016 at 1:02 pm

      Olá Lissandra, que fermento utilizou?

  • Reply Alice Gushi Setembro 16, 2016 at 3:49 pm

    Bom dia, meu nome é Alice, fiz esta sua receita, misturei parte de farinha de aveia (pois tinha apenas 100gr) com a farinha de amêndoas e ficou muito bom, teria mais alternativas de farinhas para substituir aveia pois meu sobrinho é intolerante a esse grão, e o de amendoas é muito cara.

    Desde já agradeço e parabens por compartilhar esta receita.

    • Reply Sofia Paixão Setembro 20, 2016 at 4:18 pm

      Olá Alice, pode substituir por farinha de trigo sarraceno 🙂

  • Reply Maria Silva Setembro 25, 2016 at 6:48 pm

    Boa tarde Sofia. O meu nome é Glória. Fiz o seu pão e gostei muito. Tive apenas um esquecimento e por isso não levedou bem (coloquei água normal em vez de aquecer como diz a receita . Mas de resto muito bom. Tenho outras farinhas. Espelta, fubá e mix de farinhas. Posso usar alguma destas farinhas no seu pão ou não? Tenho receio de usar nem que seja 100 gramas para as gastar. Tinha comprado para tentar outro pão ,mas nenhum saiu também quando o seu. Aguardo o seu comentário. Desde ja agradeço a sua partilha.
    Gloria

    • Reply Sofia Paixão Setembro 26, 2016 at 8:05 am

      Olá Gloria, sim pode ir usando essas farinhas mas em pequenas quantidades e atenção que a espelta tem glúten. 🙂

  • Reply Maria Silva Setembro 26, 2016 at 11:30 am

    Bom dia Sofia

    Obrigada pela sua resposta. A espelta que eu comprei diz, espelta integral de agricultura biológica. Diz que pode conter vestígios de outros cereais com glúten .
    O meu problema é apenas o meu estômago que não gosta muito do glúten, deve ter alguma intolerância mas não fiz análises.
    Obrigada mais uma vez pela atenção dispensada ☺

    • Reply Sofia Paixão Setembro 26, 2016 at 3:26 pm

      Olá Gloria, a espelta é uma variedade de trigo e por esta razão tem sempre glúten na sua composição. 🙂

  • Reply Laurinda Gonçalves Mafra Setembro 30, 2016 at 7:41 pm

    Olá Sofia, adorei a receita. Ficou um delícia!!!
    Usei a receita como base para fazer um pãozinho doce que minha mãe faz “Brindeiras” (não sei se é o nome certo) e também ficou ótimo, quase igual ao original.
    Suas receitas são ótimas
    Muito obrigada

    • Reply Sofia Paixão Outubro 2, 2016 at 10:34 am

      Obrigada Laurinda pela sua mensagem! Adorava ter essa receita 🙂

  • Reply Joana Vieira Outubro 4, 2016 at 2:28 pm

    Olá Sofia! A farinha de arroz integral pode ser substituída por outra? Ainda não encontrei à venda esta farinha sem gluten. Obrigada!

    • Reply Sofia Paixão Outubro 4, 2016 at 6:47 pm

      Olá Joana, veja da marca Bauck Hof que é isenta de glúten (Sei que existe no Brio e no Celeiro). Pode substituir por farinha de trigo sarraceno. 🙂

  • Reply Rute Marques Outubro 6, 2016 at 9:10 pm

    Boa Noite Sofia!Experimentei hoje esta receita e embora tenha utilizado as medidas certinhas (ou assim penso eu),a minha massa não duplicou de volume.Poderá ser do fermento?Utilizei fermento seco sem glúten da Schär! Muitos parabéns pelo blog!!Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Outubro 6, 2016 at 10:30 pm

      Olá Rute, talvez tenha sido do fermento. Experimente fazer tudo igual mas com o fermento Fermipan. Depois diga-me se ficou bom 🙂

  • Reply Marta Almeida Outubro 8, 2016 at 5:02 pm

    Parabéns pela publicação na Revista da Bimby de Outubro! Felicidades!

    • Reply Sofia Paixão Outubro 8, 2016 at 6:46 pm

      Obrigada Marta! 🙂

  • Reply Marta Pegacha Outubro 19, 2016 at 11:07 am

    Olá Sofia obrigafa pela pattilha
    Em vez das 300g de aveia posso usar 200gr de trigo sarraceno e 200g de farinha de arroz integral para além dos 200g de farinha de arroz integral da receita (total 400g) ou são só 200g de farinha de arroz integral.
    Obgada

    • Reply Sofia Paixão Outubro 20, 2016 at 4:43 pm

      Olá Marta, pode substituir os 300 g de aveia por farinha de trigo sarraceno, sendo que o pão irá ficar um pouco mais denso, mas muito bom na mesma. 🙂

  • Reply sancler Outubro 26, 2016 at 1:35 pm

    Obrigada! Maravilhoso os pães.

    • Reply Sofia Paixão Outubro 27, 2016 at 11:49 am

      Obrigada 🙂

  • Reply ceu seabra Outubro 28, 2016 at 8:52 pm

    Maravilhoso este pão, fiz na Bimby, segui exatamente a receita cedida pela GluteFree na revista Momentos de Partilha deste mês, fiquei fã, certamente a repetir.

    • Reply Sofia Paixão Outubro 30, 2016 at 11:37 am

      Obrigada Ceu! Da próxima vez que fizer a receita ponha apenas uma colher de chá cheia de açúcar. Na receita da Bimby houve um engano na quantidade de açúcar… Fica bom na mesma, mas prefiro fazer como sugiro no site, com menos açúcar :).

  • Reply Simone de Oliveira Outubro 29, 2016 at 11:28 pm

    Oi. Pode ser usado sal do Himalaia?

    • Reply Sofia Paixão Outubro 30, 2016 at 11:34 am

      Olá Simone, sim pode usar qualquer sal, desde que seja moído, para que se misture bem com os restantes ingredientes. 🙂

  • Reply Rute Marques Outubro 30, 2016 at 11:14 pm

    Boa noite Sofia.Falámos em tempos sobre o fermento (o meu pão não cresceu) e após ter comprado o que me aconselhou,ficou muito bom.Contudo descobri recentemente que não tolero o arroz e por isso preciso de substituir a farinha de arroz por qualquer outra e lembrei me da de alfarroba.O que acha?E as quantidades?Serão as mesmas?Consegue dar me outra sugestão?Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Novembro 11, 2016 at 4:30 am

      Olá Rute, ainda bem que resultou! A farinha de alfarroba é um pouco forte para ser utilizada na mesma quantidade que o arroz, sugiro que substitua apenas 100 g pela alfarroba e as restantes gramas por aveia. Diga depois se gostou 🙂

  • Reply Giovana Novembro 4, 2016 at 12:34 pm

    Olá amigos e amigas.
    Pôde-se usar goma xantana como substituto do psylium?

    • Reply Sofia Paixão Novembro 11, 2016 at 4:34 am

      Olá Giovana, pode substituir embora o resultado não seja tão bom e eu não a utilize. A quantidade deverá ser metade. Depois diga se ficou bom 🙂

  • Reply Alice Gomes Pacheco Novembro 7, 2016 at 12:26 am

    DEU CEERTO!! hahaha

    Fique muito contente com o resultado, ficou uma delícia!!

    Obrigada.

    • Reply Sofia Paixão Novembro 11, 2016 at 4:35 am

      Obrigada Alice por partilhar 🙂

  • Reply Suzana Novembro 9, 2016 at 1:42 pm

    Obrigada pela receita! Posso usar açúcar comum, na mesma quantidade?

    • Reply Sofia Paixão Novembro 11, 2016 at 4:37 am

      Olá Suzana, sim pode usar qualquer tipo de açúcar, embora eu prefira não utilizar o mais refinado que é o branco. 🙂

  • Reply Suzana Novembro 9, 2016 at 1:45 pm

    Outra dúvida: só encontro o pacotinho de fermento seco de 10g. Devo adicionar mais um pouquinho?

    • Reply Sofia Paixão Novembro 11, 2016 at 4:38 am

      Olá Suzana, em princípio não. Tente uma vez, se não crescer muito aumente na próxima vez. 🙂

  • Reply Andreia Novembro 20, 2016 at 3:48 pm

    Boa tarde.
    Acha que posso fazer um grande em vez de vários pequenos?
    Estou ansiosa para experimentar!
    Depois de feitos quantos dias duram?
    Obrigada 🙂

    • Reply Sofia Paixão Novembro 22, 2016 at 11:05 pm

      Olá Andreia, sim claro! faça do tamanho que mais gostar. Este pão é fresco e por essa razão dura cerca de 24 horas, depois disso fica muito bom em torradas. Pode também congelar 🙂

  • Reply Carla Neto Novembro 21, 2016 at 4:37 am

    Tenho uma duvida: o gluten nao está presente no trigo, cevada, centeio e aveia? Comecei a minha pesquisa há pouco… A sua receita de pão sem gluten (apelativa e tenciono provar) não é composta também de aveia? Obrigada…

    • Reply Sofia Paixão Novembro 22, 2016 at 11:00 pm

      Olá Carla, existe aveia sem glúten, veja aqui toda a explicação 🙂

  • Reply jak Novembro 28, 2016 at 4:52 pm

    Olá Sofia! obrigada pelas suas dicas tão saborosas!
    Um pedido, seria possível você passar essa receita nas medidas de xícaras e colheres? É que não tenho balança.
    Obrigada mais uma vez!!!
    jak

    • Reply Sofia Paixão Novembro 29, 2016 at 10:38 am

      Olá Jak, para fazer pão as medidas quanto mais rigorosas forem melhor, por essa razão sugiro que se pese os ingredientes numa balança digital e não em volume 🙂

  • Reply Jak Novembro 29, 2016 at 5:49 pm

    Ok,obrigada Sofia! Vou seguir sua dica!😊

  • Reply Pão sem Glúten Saboroso?? – Q.b. ~ Quanto baste Dezembro 15, 2016 at 7:47 pm

    […] consultar a receita no blog: Gluten free com paixão❤ ao qual agradeço a partilha pois salvou-me de uma vida triste sem […]

  • Reply Lécia Neves Dezembro 22, 2016 at 12:45 pm

    Olá Sofia. Posso substituir a fécula de batata por outro ingrediente? Tenho psilio em sementes, acha melhor passar a pó? Obrigada.

    • Reply Sofia Paixão Dezembro 23, 2016 at 11:40 pm

      Olá Lécia, pode substituir a fécula de bata por fécula de mandioca (polvilho azedo) em relação ao psyllium eu utilizo a casca das sementes em flocos ou em pó e não as sementes inteiras. 🙂

  • Reply Su Dezembro 29, 2016 at 6:51 pm

    Olá! Misturei os ingredientes usando as mãos mesmo. Consegui enrolar os pães, mas a massa grudou nas mãos, é normal?
    Outra coisa, não consegui dissolver completamente o fermento na água, há algum problema? Pois o pão não cresceu muito, será que é por isso? Obrigada.

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 5, 2017 at 3:58 pm

      Olá Susana, para a massa não colar polvilhe com um pouco de farinha. O fermento deve ficar bem dissolvido senão não se mistura bem com a massa e não cresce. 🙂

  • Reply Andreia Janeiro 8, 2017 at 4:35 pm

    Olá Sofia! Segui a receita que partilhou na revista Bimby mas a massa ficou mesmo muito mole. Tive de acrescentar quase 100g a mais de farinha de arroz. Faz ideia o que poderá ter sido? Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 9, 2017 at 8:20 am

      Olá Andreia, se os ingredientes eram exatamente os mesmos pode ser que a balança da Bimby não esteja bem calibrada. Sugiro que volte a tentar pesando os ingredientes noutra balança digital. Para pesar ingredientes <30g sugiro que se utilize sempre uma balança digital alternativa. De qualquer forma a massa não é como a de um pão de trigo, ou seja, é um pouco mais húmida e não deve ser muito amassada, polvilhe com farinha quando retira do copo e de seguida molde os pães. 🙂

      • Reply Andreia Janeiro 13, 2017 at 12:14 am

        Olá! Fiz novamente e ficou fantástico. No entanto, gostava de saber, se a farinha de aveia pode ser substituída pela de quinoa e a de arroz por trigo sarraceno, nas mesmas proporções. Obrigada

        • Reply Sofia Paixão Janeiro 13, 2017 at 3:06 pm

          Olá Andreia, ainda bem que ficou bom :). Pode substituir, embora o pão fique com uma consistência diferente, um pouco mais densa.

  • Reply Maria Silva Janeiro 8, 2017 at 8:23 pm

    Boa noite Sofia,faço o seu pão sem glúten e gosto muito.
    Comprei Farinha de Fuba de milho e a minha pergunta é? Posso utilizar vez de fécula de batata , não sei que fazer com está Farinha.
    Obrigada por partilhar, também já fiz as bolachas de canela e crepes com chia , ficou tudo muito bom ,obrigada
    Glória

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 9, 2017 at 8:22 am

      Olá Maria, a farinha de milho não substitui as féculas, é uma farinha mais seca com um comportamento totalmente diferente. Experimente substituir por parte da farinha de arroz. 🙂

  • Reply Célia Janeiro 8, 2017 at 10:59 pm

    Olá Sofia, a receita do pão é simplemente Fantástica! Aqui por casa, o tempo é escasso. Resolvi então colocar os ingredientes na máquina de fazer pão e esperar… Todos adoraram e o melhor de tudo, não deu muito trabalho. Muito Obrigada por esta delícia 🙂

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 9, 2017 at 8:22 am

      Obrigada Célia por partilhar! 🙂

    • Reply Maria Silva Janeiro 9, 2017 at 3:01 pm

      Obrigada Sofia pela sua resposta.
      Muita Saúde, Amor e Paz para este Ano Novo para si e seus bj

  • Reply Patrícia Miyasaka Pacioni Janeiro 11, 2017 at 10:56 am

    Oi Sofia, gostaria de saber se posso dar deste pão para o meu filho de 1 ano e 2 meses.
    Fiquei em dúvida por causa do Psyllium Husk. Bjs

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 13, 2017 at 3:01 pm

      Olá Patrícia, não conheço nenhuma restrição para as quantidades indicadas nesta receita, mas o ideal será perguntar ao pediatra do seu filho. O psyllium é uma fibra natural assim como a chia ou a linhaça. 🙂

  • Reply Marly Janeiro 17, 2017 at 4:58 am

    Oi Sofia, fiz o pao hoje e amei!! Uma delicia!! Minha linhaça estava com cheiro não muito bom e preferi não usar então dupliquei a quantidade de psyllium mas foi um erro porque ele incha mais do que a linhaça. Mas consertei colocando mais agua na massa e saiu uma beleza. Muito obrigada por compartilhar com a gente!

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 18, 2017 at 2:57 pm

      Obrigada também por partilhar! 🙂

  • Reply Ana Claudia Mroz Janeiro 18, 2017 at 1:57 am

    Muito, muito, muito obrigada por compartilhar a receita!!! Realmente é o MELHOR PÃO SEM GLUTEN DO MUNDO!!! Dá certinho! Perfeito! Não dobrou de tamanho, mas o tanto que cresceu foi suficiente e perfeito!!! Comi quente mesmo… com manteiga!!! Fiquei muito feliz!!! Obrigada, obrigada, obrigada!!!!

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 18, 2017 at 2:57 pm

      Olá Ana Claudia, obrigada por partilhar! 🙂

  • Reply Joana Borges Janeiro 25, 2017 at 2:16 pm

    Olá Sofia,
    Não posso ingerir farinha de trigo, nem de aveia nem centeio…que farinha posso substituir a de aveia? Muito Obrigada

    Joana

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 25, 2017 at 4:45 pm

      Olá Joana, qualquer aveia, mesmo a que não tem glúten?

  • Reply Telma Guerreiro Janeiro 25, 2017 at 7:43 pm

    Olá Sofia! A receita parece óptima e vou experimentar..mas queria perguntar se posso trocar a fécula de batata por fécula de milho, ou se há alguma diferença? Obrigada!

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 26, 2017 at 8:36 pm

      Olá Telma, eu prefiro a de batata ou mandioca mas também pode utilizar a de milho. Depois diga como ficou 🙂

  • Reply Joana Borges Janeiro 26, 2017 at 3:24 pm

    Olá Sofia,

    Não posso ingerir qualquer tipo de aveia, mesmo a que não tem glúten. Pensei em substituir por farinha de arroz, mas não sei se dá.
    Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Fevereiro 8, 2017 at 4:37 pm

      Olá Joana, substitua por farinha de trigo sarraceno, vai ficar mais denso mas muito bom na mesma. 🙂

  • Reply Carlos Pereira Fevereiro 6, 2017 at 3:26 pm

    Obrigado por partilhar a informação em primeiro lugar, hoje sou eu que coloco apenas uma questão.
    Por ventura já alguém experimentou Farinha de Alfarroba ? É um excelente produto natural.
    Caso já tenha sido experimentado agradecia saber feedback.
    Obrigado.

    • Reply Sofia Paixão Fevereiro 8, 2017 at 4:46 pm

      Olá Carlos, eu utilizo muito a farinha de alfarroba! Para substituir por cacau ou para escurecer as massas, ou pelo sabor, etc., mas atenção que algumas farinhas podem conter glúten por contaminação, se for alérgico ou celíaco confirme no rótulo. 🙂

  • Reply Maria Leonor Filomena Fevereiro 8, 2017 at 4:23 pm

    Olá sofia, gostava de saber se posso substituir a fécula de batata por fuba de mandioca (usada em pratos africanos)? e o açucar de coco pode ser substituido por geleia líquida de agave?
    Obrigada Leonor

    • Reply Sofia Paixão Fevereiro 8, 2017 at 4:56 pm

      Olá Maria Leonor, eu muitas vezes substituo a fécula de batata por fécula de mandioca que julgo ser o mesmo que a fuba de mandioca. Experimente e diga se correu bem 🙂

  • Reply Tânia Saraiva Fevereiro 10, 2017 at 12:50 pm

    Olá Sofia! Muito obrigada pelas receitas deliciosas disponíveis. Já experimentei algumas. Parabéns! Quanto a este pão, qual seria o procedimento para preparar a massa na bimby? Obrigada.

  • Reply Angela Fevereiro 10, 2017 at 12:56 pm

    Este pão é maravilhoso. Já fiz com a combinação das mais variadas farinhas: aveia, trigo sarraceno, arroz, amido milho, polvilho, farinha alfarroba, até farinha de amendoa! Saiu sempre bem! Obrigada!

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2017 at 5:38 pm

      Obrigada Angela!

  • Reply Vanessa Simão Fevereiro 14, 2017 at 10:53 am

    Olá bom dia,

    Obrigada por esta receita mas ajude-me com 3 questões por favor:

    1 – Se precisar de substituir a farinha de arroz por farinha de soja… que quantidades devo por da de soja? (sei que as consistencias não são as mesmas)
    2 – E posso substituir as 20gr de linhaça por sementes de sésamo?
    3 – E a farinha de arroz… posso por 200gr de arroz integral e pulverizar na processadora até ficar fininha?

    Muito obrigada pelas partilhas 🙂

    Vanessa

    • Reply Sara Março 16, 2017 at 8:06 pm

      Vou tomar a liberdade de responder a um ponto, à partida não poderá substituir a linhaça moída por sésamo, pois a linhaça moída é o “ovo” ou seja, a linhaça c a água actua de modo a dar liga.

  • Reply Mangin isabelle Fevereiro 18, 2017 at 2:00 pm

    Olà, eu sou francês é naõ farlo muito bém português! Disculpé me. Muito obrigada para la receita de paõ, o meu marido ama este paõ. Ele come apenas este presente. Merci beaucoup . Meu padeiro ama tambem😀 isabelle

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2017 at 5:39 pm

      Obrigada Mangin! 🙂

  • Reply Susana S. Fevereiro 19, 2017 at 9:53 pm

    Olá, Sofia. Obrigada por ter partilhado esta receita. Os seus filhos têm razão, vale ouro, registe-a. O seu pão é até bem melhor que a maioria dos pães com glúten. Serviu para provar cá em casa que a alimentação saudável não é sinónimo de infelicidade à mesa.
    Uma dúvida: se quiser fazer o dobro da quantidade, bastar-me-á duplicar cada ingrediente?
    Obrigada.

    • Reply Sofia Paixão Março 3, 2017 at 5:41 pm

      Olá Susana, obrigada! Sim basta duplicar a quantidade dos ingredientes 🙂

  • Reply Patrícia Março 6, 2017 at 8:06 pm

    Boa tarde Sofia!
    A receita do pão sem gluten pode ser feita na bimby?
    Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Março 6, 2017 at 11:00 pm

      Olá Patrícia, sim pode 🙂

  • Reply Sara Março 7, 2017 at 3:04 pm

    Que bom aspecto de pão! Eu estava a ler os comentários para ver se encontrava resposta À minha pergunta, mas são tantos que decidi chatear e perguntar! ando desconsoladinha da vida porque desde que me foi diagnosticado este problema com o gluten nao encontro pao decente, depois é caro, e nunca me sacia,
    Já fiz um que adorei, mas queria outra receita para poder variar! 🙂
    Após muita pesquisa, adorei a receita deste, no entanto eu precisava mesmo de a conseguir sem usar o açúcar.. será possivel conseguir? Dá mais ao menos para quantos pães?

    Aguardo! 🙂

    • Reply Sofia Paixão Março 8, 2017 at 2:59 pm

      Olá Sara, pode substituir por 1 colher de chá de mel 🙂

      • Reply Sara Março 12, 2017 at 12:23 pm

        Obrigada!! 😊😊 ou seja, é preciso mesmo o sabor do doce? Porque a minha questão era mesmo saber se era possível omitir o sabor do doce, pois eu acho que o problema dos pães sem glúten é que são sempre adocicados!

        • Reply Sofia Paixão Março 13, 2017 at 4:29 pm

          A quantidade de açúcar que a receita leva é apenas uma colher de chá e que tem como função de ativar o fermento, o pão não fica adocicado 🙂

  • Reply Paola Março 8, 2017 at 7:39 pm

    Olá Sara!
    Quero muito eliminar o gluten da minha vida apesar de não ser celiaca. Li muito sobre e acredito que todos deveriam fazer o mesmo. Mas sou neta de padeiro e amo pães!!! Sua receita me pareceu até agora a mais perfeita. O problema é que não tenho batedeira para massas nem processador de alimentos… acha que é possivel fazer “na mão”?

    • Reply Sofia Paixão Março 13, 2017 at 4:27 pm

      Olá Paola, sim, pode fazer a massa à mão 🙂

  • Reply Sara Março 16, 2017 at 5:10 pm

    É sem duvida o melhor pão sem glúten do mundo!! Ahahaha meu deus! Até me deliciei a come lo quente e crocante! No meu forno ficou pronto em 25 min e cozer entre 150 e 200! Muito delicioso!! Muito muito obrigada pela partilha pk para mim o “mundo já tinha acabado” sem pão e não havia um único pão q me satisfizesse como este! Mesmo muito muito grata por partilhar!! Um obrigada gigante!!! 🙌🙌😊😊❤❤❤❤

    • Reply Sofia Paixão Março 19, 2017 at 7:57 pm

      Obrigada Sara! 🙂

  • Reply Pão sem glúten | O Vegetariano Março 21, 2017 at 5:53 pm

    […] fantástica receita não é minha, é do GlutenFree com paixão, e aqui […]

  • Reply Celeste Rabelo Março 24, 2017 at 10:22 pm

    Oi,boa noite,parabens bele receita ,gostaria de saber se posso substituir a linhaca por chia,minha nora tem alergia a linhaca e queria muito fazer esse paozinho.

    • Reply Sofia Paixão Março 27, 2017 at 5:31 pm

      Olá Celeste, sim pode 🙂

  • Reply Franciele Matejec Hartmann Pires Março 27, 2017 at 1:54 pm

    Fiz essa receita ontem cedo, achei maravilhosa, parabens!!!! O ponto da massa ficou perfeito, e o sabor excelente! Parabens pelo bom detalhamento da receita, deu tudo bem certinho!

    • Reply Sofia Paixão Março 27, 2017 at 5:31 pm

      Obrigada Franciele! 🙂

  • Reply Maurício Figueiredo Abril 1, 2017 at 8:10 am

    Bom dia Sofia!
    Escrevo do Brasil e ando a.procura de uma receita de pão sem glútem e realmente a sua é demais. Só. Gostaria de.saber o porquê de terem sentado quando assados? Daí ficaram duros, mas mesmo assim.deliciosos (pareciam torradas).
    Obs: A massa ficou muito líquida (pegajosa) o que fez que eu colocasse mais farinha para dar consistência, mas na hora de assar eles “sentaram”.Desde já te agradeço, pessoas como vc melhoram.o.mundo.muitíssimo Obrigado.

    • Reply Sofia Paixão Abril 14, 2017 at 8:13 pm

      Obrigada Maurício 🙂 utilizou o psyllium?

  • Reply Geninha Abril 7, 2017 at 8:48 pm

    Olá boa noite,
    Fiz a receita, bati na batedeira e depois coloquei-o em cima da mesa e moldei logo as bolinhas, depois dei os cortes e cobrir coma a película , acontece que não cresceu até agora, utilizei o fermento em pó do continente, será se foi por causa disso?

    Não estou dando sorte com os pães já é a segunda vez que acontece isso.
    Cumprimentos,
    Geninha

    • Reply Sofia Paixão Abril 16, 2017 at 3:43 pm

      Olá Geninha, qual o fermento que utilizou? Foi fermento de padeiro?

  • Reply Vanessa Abril 8, 2017 at 11:20 am

    Bom dia . fiquei muito interessada nessa receita . Vou fazer . esse fermento posso usar esse de mercado fleischmann?

    • Reply Sofia Paixão Abril 16, 2017 at 3:42 pm

      Olá Vanessa, não conheço esse fermento, mas se for de padeiro e não tiver glúten, deve resultar. 🙂

  • Reply Deborah minari Abril 18, 2017 at 7:28 pm

    Olá posso substituir a aveia por outra coisa.. não acho aveia sem glúten?

    • Reply Sofia Paixão Abril 21, 2017 at 9:54 pm

      Olá Deborah, não sei de onde é mas já se encontra à venda em muitos supermercados e mesmo online. Para esta receita não aconselho substituir a aveia por nenhuma outra farinha. 🙂

  • Reply Elisabete Abril 24, 2017 at 8:32 pm

    Olá boa noite. Eu já tentei fazer o pão 2 vezes e não consigo que o pão levede. Faço tudo como diz a receita. E o pão depois sai compactado. O que posso fazer? Obrigada e parabéns pela página.

    • Reply Sofia Paixão Abril 26, 2017 at 12:51 pm

      Olá Elisabete, qual o fermento e psyllium que utiliza?

  • Reply Regina Abril 30, 2017 at 9:37 pm

    Olá boa noite, o que é psyllium e onde posso comprar? Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Maio 1, 2017 at 3:19 pm

      Olá Regina, tem toda a informação na receita 🙂

  • Reply Ana Maio 3, 2017 at 5:04 am

    Olá Sofia!! Segui a receita passo a passo. A massa ficou com a consistência correcta, no entanto as bolinhas que moldei não duplicaram de tamanho. Não parece ter levedado. Já passaram 12h e elas estão exactamente com o tamanho inicial. O que poderá ter corrido mal?

    • Reply Sofia Paixão Maio 3, 2017 at 10:49 am

      Olá Ana, que fermento usou?

  • Reply Gabriela Maio 3, 2017 at 9:05 am

    Bom dia Sofia, fica bom se colocar para assar na forma de bolo inglês? Obrigada! 🙂

    • Reply Sofia Paixão Maio 3, 2017 at 10:49 am

      Olá Gabriela, fica bom, mas não precisa 🙂

      • Reply Gabriela Maio 4, 2017 at 9:01 am

        Ah, mas da pra so enrolar um grande e botar pra assar assim mesmo? Legal! Obrigada!

  • Reply Susana Ponte Maio 3, 2017 at 7:22 pm

    Olá Sofia! Experimentei hoje a receita e ficou maravilhoso! É de facto o melhor pão sem gluten que já comi até hoje. Também já experimentei as receitas de massa de amêndoa para tartes doces e a massa integral para tartes e ficaram deliciosas! Obrigada pelas receitas

    • Reply Sofia Paixão Maio 3, 2017 at 9:33 pm

      Obrigada Susana por partilhar 🙂

  • Reply Maria Silva Maio 6, 2017 at 7:04 pm

    Boa tarde

    Olá Sofia!

    Depois de ler alguns comentários vou dizer o que aconteceu comigo uma vez.
    Fiz tudo como de costume e a massa nao levedou. Pensei o que fiz de errado?
    Cheguei à conclusão que a água estava quente de mais…
    Quando a Sofia diz morna é morna, caso contrário o fermento não funciona.(eu uso fermento fresco)
    Depois que comecei a usar a água morna nunca mais tive problemas e faço todas as semanas. Congele alguns, depois tiro quando preciso e faço torrado fica muito bom. Obrigada Sofia por partilhar .
    Obrigada😊
    Beijinho e tudo de bom para você e seus.

    Maria Silva

    • Reply Sofia Paixão Maio 7, 2017 at 5:16 pm

      Obrigada Maria! 🙂

  • Reply Meire Maio 8, 2017 at 11:31 pm

    Fiz e adorei!! Uma delícia. Obrigada pela receita

    • Reply Sofia Paixão Maio 12, 2017 at 10:06 am

      Obrigada Meire! 🙂

  • Reply Vanessa Monteiro Maio 10, 2017 at 7:47 pm

    Olá Sofia,

    Gostava de saber se possível como é que posso fazer a receita na Bimby? Fico a aguardar resposta, ansiosa porque quero muito começar a fazer o meu pão, na Bimby, já que com a mão até não corria muito bem 🙁

    Obrigada. Beijinhos

    Vanessa

    • Reply Sofia Paixão Maio 12, 2017 at 10:09 am

      Olá Vanessa, se quiser fazer a receita na Bimby utilize-a como um processador, ou seja, para misturar a massa. Para pesar as quantidades menores, como as 20 gramas do psyllium e da linhaça, sugiro que utilize outra balança digital pois são pesagens muito pequenas para a Bimby 🙂

  • Reply Marita Canelas Junho 5, 2017 at 8:39 am

    Olá Sofia,
    Experimentei a sua receita e adorei! 😊 Obrigada!
    Substituí os flocos de aveia por 200 gr de trigo sarraceno. O resto fiz igualzinho e os pãezinhos cresceram bem e ficaram muito gostosos! 😋

    • Reply Sofia Paixão Junho 5, 2017 at 10:10 am

      Obrigada Marita por partilhar!:)

  • Reply El mejor pan sin gluten del mundo - Cocina Sapiens Junho 5, 2017 at 9:53 am

    […] es una exageración y en primera instancia puedo darte la razón, porque cuando la encontré  en el blog de Sofia Paixão (que me gusta leer cada tanto), me pasó lo mismo. Ella utilizó este mismo título y te aseguro […]

  • O seu comentário

    error: Content is protected !!