Azeite Extravirgem, Carne, Peixe, Marisco e Ovos, Ervas Aromáticas, Especiarias e Condimentos, Farinha de arroz Integral, Farinhas, Flocos e Fermentos, Fécula de Mandioca (Polvilho), ingredientes, Óleos e Gorduras Saudáveis, Ovos, Pães e Massas, Pequenos-Almoços, receitas, Sal Marinho

Crepes Simples

Março 19, 2015

Quando tiramos o glúten da nossa alimentação, achamos que nunca mais vamos poder saborear crepes, bolos, pães, bolachas, tartes e pizzas com a mesma qualidade e sabor dos que comíamos anteriormente.

Para mim, foi um desafio. Como adoro estar na cozinha, dediquei e dedico muito tempo a inventar, a procurar e a experimentar alternativas que substituam as farinhas com glúten e que deem um resultado igualmente saboroso em relação às receitas que dantes fazia.

Existem muitas farinhas sem glúten: de arroz, quinoa, aveia, coco, amêndoa, trigo-sarraceno, milho, etc.

O truque está na sua mistura. Temos de saber equilibrar as texturas para que a massa ligue e tenha um comportamento parecido com a que contém glúten.

Nestes crepes, usei duas destas farinhas e o resultado foi perfeito. Podem ser usados em pratos doces ou salgados e ainda como alternativa às placas de lasanha e canelones. Se os fizermos em maior quantidade, podemos congelá-los para uma próxima vez.

GlutenFree-com-paixao-Massa-de-crepes-3


Ingredientes: (para 10 crepes)

  • 2 ovos
  • 300 ml de leite (à sua escolha)
  • 150 g de farinha de arroz integral
  • 30 g de fécula de mandioca (polvilho azedo ou doce)
  • 1 colher de café de sal marinho  (ou a gosto)
  • 1,5 colher de sopa de azeite extravirgem

Sempre que possível opte por ingredientes biológicos


Preparação:

  1. Num copo liquidificador junte todos os ingredientes e bata até a massa ficar homogénea.
  2. Numa frigideira antiaderente, passe o fundo com papel de cozinha embebido num pouco de azeite, sem deixar ficar nenhum resíduo.
  3. Ponha a frigideira em lume médio, e quando estiver quente, entorne um pouco da massa, incline a frigideira em todas as direções para que o fundo fique totalmente coberto com uma camada muito fina de massa.
  4. Deixe cerca de 1 minuto e meio e, quando as bordas começarem a levantar, vire-o com a ajuda de uma espátula de borracha. Deixe ficar mais 1 minuto e retire para um prato.
  5. Passe novamente o papel (não precisa de pôr mais azeite) e vá repetindo a operação anterior até acabar a massa.
  6. Coloque os crepes em cima uns dos outros, para que se mantenham quentes.

Exemplos de receitas com estes crepes: Crepes de Camarão e Curgete; Crepes com Compota de Framboesa, sem Açúcar; Crepes com Recheio de Chocolate e Figo.

GlutenFree-com-paixao-Crepes-de-Camarão-e-Curgete-1GlutenFree-com-paixao-Massa-de-crepes-5



You Might Also Like

22 Comments

  • Reply Joana faria blanc Março 20, 2015 at 10:55 pm

    Sofi que delicia este caso dos crepes…!!! Já percebi que existen “n” farinhas diferentes, que cada uma é mais adequada para pratos diferentes… Enfim, uma confusão para quem nao domina de todo a cozinha, que é o meu caso! Pergunto: por questões de espaço, praticidade e já agora de estética, despejas as farinhas em varios frascos diferentes e marcas por fora? Em vidro é bom? Tenho que me iniciar neste campo…

    Duvida: falas muito em sal fino nas tuas receitas, mas o sal grosso do mar nao fará o mesmo efeito? Dizem que é mais saudável, não sei?..

    Bjs e parabéns!

    • Reply Sofia Paixão Março 21, 2015 at 4:32 pm

      Joana olá! sim costumo guardar as farinhas em frascos e escrevo, com caneta de acetato, o nome e a data de validade. Em relação ao sal, o que uso é marinho, sempre, só que moído. Há certas receitas em que o sal deve ser fino para se misturar melhor com as massas ou molhos, mas sempre que possível uso grosso. Sempre marinho! 🙂 (Obrigada, vou especificar melhor.)

  • Reply Crepes sem glúten de camarão e curgete | GlutenFree com paixãoGlutenFree com paixão | Sem Glúten Portugal Setembro 30, 2015 at 3:48 pm

    […] 10 crepes simples (clique aqui para ver a receita) […]

  • Reply Patrícia Janeiro 1, 2016 at 11:22 pm

    Ola Sofia. descobri recententemente este espaço é dou lhe os parabéns pela dedicação. estou com dores articulares ainda não diagnosticado. Como estou a amamentar e não posso nem quero tomar medicamentos como cortisona estou a experimentar uma dieta sem glúten , sem lácteos, sem clara de ovo e sem soja, entre outros. Tenho adaptado às receitas ao que posso comer mas ainda não encontrei solução para substituir a clara de ovo que dê a textura esperada as receitas que aqui apresenta. Pode me ajudar a encontrar um substituto adequado? Em relação ao leite presente nas receitas posso usar o de arroz, terá o mesmo comportamento? Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Janeiro 2, 2016 at 6:25 pm

      Olá Patrícia, espero que já esteja melhor. Em relação ao leite pode usar o que quiser, vegetal ou animal. Quanto aos ovos e dependendo da receita tente substituir cada ovo por 1 colher de sopa de sementes de chia com 75 ml de água e deixe repousar por 15 minutos. Quando a receita pede mais de 2 ovos esta dica não funciona e também não dá para bater em castelo. 🙂

      • Reply Fatima Fevereiro 13, 2016 at 6:08 pm

        Esta duvida (dos leites) esclarece uma que tinha, pois estou a evitar leites de origem animal (excepto de cabra que ñ faz mal como o de vaca) … Sobre as claras de ovo ocorreu-me partilhar uma descoberta que fiz, na primeira vez que tive conhecimento da Sofia e deste cantinho…. foi no início do mês num programa em que a Sofia participou “alimentos que parecem mas não são” com a sua brilhante couve-flor. A colega que estava com outros produtos falou na aqua-fava. O liquido que se obtem depois de cozer leguminosas (lentilhas, feijao seco, grão de bico, etc)…. Se bater esta agua elas têm o mesmo comportamento que a clara de ovo (a explicação é simples: a proteína da clara é que daz esta ficar em castelo, tal como na água de cozedura das leguminosas, sao as proteínas das proprias leguminosas que la ficaram na cozedura. Espero não ter abusado do espaço ao colocar esta partilha, mas sim ajudado a Patricia. Adoro este site!!! Parabens e obrigado Sofia.

        • Reply Sofia Paixão Fevereiro 14, 2016 at 12:35 am

          Obrigada pela partilha 🙂

    • Reply Cristina Hermenegildo Março 3, 2017 at 3:31 pm

      Boa tarde Patricia,
      Um substituto para a clara de ovo é a água de cozer o grão, ou o liquido das latas/frascos de grão cozido. Chamam a este liquido aquafaba. Deve ser usado 3 colheres de sopa de liquido equivale a 1 clara de ovo para receitas normais, para fazer maionese 6 colheres de sopa corresponde a 1 ovo. Este liquido pode ser batido em castelo, demora um pouco mais a formar, mas fica tal e qual as claras em castelo, é a alternativa vegan para a clara de ovo. Já utilizei funciona não tem sabor e dá para fazer mousse, suspiros etc.

      • Reply Sofia Paixão Março 3, 2017 at 5:43 pm

        Obrigada Cristina, também utilizo a aquafaba para substituir as claras em castelo e funciona muito bem 🙂

  • Reply magda madeira Abril 12, 2016 at 10:06 am

    gosto…..

  • Reply Liliana Godinho Junho 2, 2016 at 1:48 pm

    Sofia, parabéns adorei os crepes! Obrigada.

    • Reply Sofia Paixão Junho 3, 2016 at 9:37 am

      Obrigada Liliana! 🙂

  • Reply sandra figueiras Julho 4, 2016 at 8:52 am

    Olá Sofia, obrigada por partilhares toda a informação, todavia há outra farinha que possa substituir a do arroz? mandioca, coco, amêndoa ou oura assim desse género?
    Obrigada

    • Reply Sofia Paixão Julho 4, 2016 at 10:16 pm

      Olá Sandra, pode substituir por farinha de trigo sarraceno. 🙂

  • Reply gilda campos Julho 6, 2016 at 8:49 am

    Farinha de mandioca e fécula de mandioca é a mesma coisa?

    • Reply Sofia Paixão Julho 8, 2016 at 1:57 pm

      Olá Gilda, não, farinha e fécula não são a mesma coisa, têm usos e texturas diferentes. 🙂

  • Reply Gilda Julho 16, 2016 at 1:47 pm

    Já comprei a fécula! Obrigada. Quais os seus usos? Em que posso usar mais?

    • Reply Sofia Paixão Julho 17, 2016 at 7:36 am

      Olá Gilda, a fécula é usada em várias receitas para ajudar a ligar as massas. Veja aqui várias receitas onde utilizo a fécula de mandioca. 🙂

  • Reply Micaela Fonseca Setembro 6, 2016 at 7:40 pm

    Olá Sofia! Muitos Parabéns! Estou a adorar. Gluten free é uma novidade para mim e sem dúvida que o seu Site foi para mim um grande alento. Estou com uma pequena dificuldade- Já fui a vários locais e estou com dificuldade em arranjar fécula de mandioca. Seria possível mais alguma informação extra? Obrigada!!!

    • Reply Sofia Paixão Setembro 8, 2016 at 5:33 pm

      Olá Micaela, a fécula de mandioca é o polvilho azedo ou doce que se vende na maioria dos supermercados. É muito utilizada para fazer o pão de queijo brasileiro. Se não encontrar, diga! 🙂

  • Reply aline Agosto 29, 2017 at 7:21 pm

    fiz aqui e amei, realmente muito bom! qt tempo posso guardar a mistura se não quiser fazer os crepes todos de uma vez?

    • Reply Sofia Paixão Agosto 30, 2017 at 10:28 am

      Olá Aline, pode guardar uns 2/3 dias 🙂

    O seu comentário

    error: Content is protected !!